O Blog Álbum de Leitura publicou uma resenha sobre minha obra “O Silêncio dos Livros”.

Título: The silence of the books
Autor: Fausto Luciano Panicacci
Número de páginas: 256
Ano: 2019
Editora: Pandorga
* Exemplar cedido pelo autor, mediante a Leitura Coletiva organizada pela LC – Agência de Comunicação.

“Era um daqueles períodos da História tão tragicamente adultos que o absurdo só se faz visível aos olhos da infância.”

Em uma era distópica em que os livros são proibidos e a tecnologia rege e condiciona as atitudes humanas, conhecemos Alice, uma garotinha curiosa e apaixonada por histórias, mas que após a morte da avó e a prisão do tio se vê diante de uma solidão acompanhada; negligenciada pelos pais e odiada pela irmã mais velha, a menininha é apenas um estorvo na família Crástino. O destino, contudo, se encarrega de trazer para perto dela o misterioso estrangeiro e recém-chegado a Portugal, Santiago Pena. Como forma de dar boas-vindas ao mais novo vizinho, a família de Alice oferece-lhe um jantar. E é a partir de então que a menina descobrirá que aquele homem é um exímio contador de histórias e, juntos, construirão uma belíssima amizade. Acreditando finalmente ter encontrado seu porto-seguro, a pequena sequer imaginava que seu “avô de letrinhas” poderia despertar perigosos anseios em toda a sua família que mudariam sua vida para sempre.
Paralelamente, retrocedemos alguns anos e conhecemos Hilário Pena, um brasileiro condenado por homicídio, tentando provar a todo custo a sua inocência. O jovem é submetido a uma série de exames e apesar de todos negarem a presença do gene C (o gene da criminalidade), ele é mantido preso em isolamento, pois é considerado um grande perigo para a sociedade. Aos poucos Hilário vê sua juventude se esvair, bem como a sua sanidade. Mas a chegada de António, um senhor acusado de traficar livros, retira Hilário de sua reclusão solitária e, dia após dia, vai incutindo naquele homem desolado o amor pela literatura. É a partir de então que vivenciamos o amadurecimento do personagem e, consequentemente, a desconstrução de antigos conceitos nele impregnados.

“A Literatura fornece-nos muitas chaves para compreensão da vida; basta apanhá-las e abrir as portas.”

 

Unindo as duas tramas de forma inusitada e inteligente, Fausto cria um enredo repleto de metáforas, dialogando com os grandes clássicos da Literatura universal e trazendo à tona inenarráveis reflexões, tamanha a maestria de sua narrativa de linguagem poética, rica em detalhes e com críticas consistentes à sociedade e à nossa própria humanidade.

“Devemos resistir a tudo que nos desumaniza.”

Gostaria de deixar aqui o meu agradecimento ao autor e a LC – Agência de Comunicação por me proporcionar momentos tão inquietantes ao lado desses personagens tão complexos que me fizeram pensar em tanta coisa ao mesmo tempo, que estou meio abobalhada até agora! Fazia tempo que eu não lia um livro que me causava um misto tão grande de sentimentos e sem dúvidas já é um dos meus favoritos da vida. E como diria António: “Os livros escolhem-nos” e eu tenho certeza que “O silêncio dos livros” me escolheu.
CLASSIFICAÇÃO:
ÓTIMO!
To access the blog click on here.